Ciúmes: Entenda como controlar esse sentimento 

Embora seja uma reação natural, o ciúme não deve ser reforçado em nenhuma relação. Aprenda a identificar e moderar esta insegurança

Segundo o dicionário, ciúme é um sentimento provocado por receio ou suspeita de que a pessoa amada dedique seu afeto ou interesse a outra. Seja com irmãos, pais, amigos, colegas e até mesmo namorados, sentir ciúmes é natural e pode estar presente nas mais diversas relações.

A história nos mostra que esta reação acontece há muito tempo: o homem primitivo tinha ciúmes de sua parceira pela probabilidade que seus filhos não fossem legítimos e assim descontinuar sua linhagem. Já a mulher temia ser abandonada pelo chefe da família e não conseguir sustento para ela e seus filhos. 

O fato é que sentir ciúmes é comum, mas é preciso estar atento para que este sentimento não se torne obsessivo, dominante  e negativo em um vínculo. 

Para te ajudar a entender um pouco mais sobre o ciúme, preparamos esta reportagem completa para analisar este sentimento que pode ser uma ameaça aos futuros relacionamentos. 

Entendendo o ciúmes

Muitas pessoas confundem o ciúme com a inveja, mas eles são sentimentos diferentes. Para compreendê-los, vamos definir cada um deles:

  • Ciúmes 

É um sentimento que está relacionado ao desejo de exclusividade em uma relação. Porém, neste vínculo, sempre haverá uma pessoa ameaçadora, como, por exemplo,  uma garota sente ciúmes de sua melhor amiga quando ela dá atenção para uma outra amiga, o filho mais velho tem ciúme do mais novo pelo afeto da mãe, entre outros. 

  • Inveja 

Já a inveja, resumidamente, é o desejo de ser e ter o que o outro tem, incluindo a atenção e o afeto de uma pessoa, por exemplo. Este sentimento costuma ser uma relação unilateral, de desejo por status ou itens materiais.

Mas o que a inveja e o ciúme têm em comum é a insegurança da pessoa que tem estes sentimentos. Pessoas inseguras têm uma tendência de se sentirem inferiores ou não boas o suficiente para serem amadas, aceitas e reconhecidas pelos outros.

Outro aspecto importante é que pessoas ciumentas acreditam que este sentimento demonstra amor. Isso porque a ausência completa de ciúme pode indicar indiferença.

Quando moderado, uma porção saudável de ciúmes pode até remeter ao cuidado e desejo de preservar a relação. Entretanto, não pode ultrapassar a linha entre viver confortavelmente com segurança e viver com desconfiança e desconforto emocional. 

Como controlar ciúmes

Lidar com o ciúmes não é uma tarefa fácil. Porém, é plenamente possível entender suas emoções e buscar alternativas para administrar este sentimento. Abaixo, listamos algumas dicas para evitar que sofra de ciúme excessivo.

  • Reconheça o problema

O primeiro passo é refletir sobre os fatores que te despertam ciúmes, e assim se reconhecer como alguém ciumento nestas situações. Algumas pessoas não conseguem compreender suas emoções e desta forma, não aceitam melhorar ou entender o problema que estão passando. No entanto, esse é um passo fundamental para tratar a insegurança. 

  • Tenha autoconhecimento 

O autoconhecimento é o principal processo que nos ajuda a entender como agimos em determinadas situações e a lidar melhor com nossas atitudes. Portanto crie  habilidades para distinguir o que é seu e o que é do outro. Seja sensível à realidade dos demais, porém, não se deixe dominar pela emoção. 

  • Melhore sua autoestima

Fortalecer sua autoestima faz toda a diferença para se manter confiante e evitar que o sentimento do ciúme apareça. Tenha o hábito de se cuidar, de fazer atividades prazerosas que o faça se sentir bem. Quando fazemos algo que gostamos muito nos fortalece emocionalmente. Por isso, não adie mais a aula de dança que quer fazer, separe um tempo só para você. Tudo isso são formas de elevar a autoestima. 

  • Mantenha um diálogo aberto 

Depois que você reconhece seu ciúme, é importante dizer a outra pessoa como se sente em determinadas situações. Não  pense que o outro irá adivinhar o motivo da sua insatisfação. Seja claro ao demonstrar o que te deixa desconfortável e principalmente, escute o seu companheiro. Seja empático e dê abertura para conhecer a realidade do outro. Apenas desta maneira a relação se fortalece. Quando o ciúme chega a um nível extremo prejudica a vida de ambos. Nos casos mais graves, é recomendado buscar ajuda de um profissional. 

Ponha em prática hoje mesmo e controle o seu ciúme. 

Deixe um comentário