Entenda por que os hábitos são os grandes aliados da saúde

Inserir novas atitudes na sua rotina não é fácil, mas é possível. Compreenda o por quê você faz o que faz e como mudar seu comportamento para ter uma vida mais saudável 

Já pensou qual é a primeira coisa que faz ao acordar? Você levanta para escovar os dentes ou pega logo o celular? Toma um café da manhã ou sai correndo porque está atrasado? Todas essas atividades feitas sem pensar são hábitos. 

Segundo o dicionário, hábito é uma rotina ou uma prática executada regularmente, uma resposta automática para uma situação específica. De acordo com uma pesquisa realizada na Universidade Duke, nos Estados Unidos, os hábitos compõem 40% da sua rotina, portanto é como se saíssemos do piloto automático apenas por 15 horas em um dia, sem contar com o tempo de descanso. 

Mas você monitora seus hábitos? Afinal, eles facilitam nosso cotidiano e poupam energia, liberando a mente para aprender novas informações. Além disso, podem ser essenciais para uma vida saudável pois, a longo prazo, esses bons costumes atrelados a uma boa alimentação, descanso adequado e práticas esportivas, por exemplo, trazem enormes benefícios para sua saúde. 

Porém, é importante reforçar que grande parte das doenças surgem devido aos hábitos ruins, como comer demasiadamente, fumar, ingerir muito sal, não beber água, entre outros. Por isso, este artigo da Mihmo tem o propósito de ajudar você a rever os seus hábitos e ter um estilo de vida saudável do seu jeito. 

Como os hábitos funcionam 

Charles Duhigg, autor do livro “O poder do hábito”, publicado em 2012, relatou em suas pesquisas sobre o tema que os comportamentos automáticos são constituídos pela seguinte sequência: 

  • Deixa
  • Rotina
  • Recompensa 

Tudo começa pela deixa, o estímulo que faz nosso cérebro entrar no automático e realizar uma ação. Depois há a rotina, a forma que executamos esta deixa. Por fim, vem a recompensa, que estimula o cérebro a memorizar este ciclo específico para o futuro. Ao passar do tempo este processo se torna automático, virando um padrão neurológico e  nascendo assim o hábito.

Vamos citar um exemplo para ficar mais claro: Um fumante tem como estímulo a ansiedade. Seu comportamento para essa ação é fumar para ter a recompensa de ficar calmo, sensação gerada pela nicotina.

Outro exemplo: Você tem o objetivo de caminhar todos os dias. Sua deixa é organizar a roupa para isso, pois ao acordar e ver tudo preparado, te estimula a ir andar. A recompensa é a endorfina liberada, e até mesmo, o dever cumprido. 

Duhigg também afirma que o segredo para  transformação de um hábito é manter a velha deixa, oferecer a velha recompensa, mas inserir uma nova rotina, alterando o comportamento. Ou seja, não é preciso  eliminar o hábito completamente, mas substituí-lo. 

Mas como mudar os hábitos ?

Não é apenas uma maneira que pode ajudar na mudança de hábito, são várias. Cada pessoa tem um comportamento diferente e maneiras específicas de diagnosticar e de alterar padrões, então não é como uma receita de bolo, que qualquer um pode seguir. Por isso, você precisa identificar a melhor forma que se adapte aos seus comportamentos. 

A mudança pode não ser rápida e nem fácil, mas com esforço e tempo pode ser remodelado. Para te ajudar, listamos algumas dicas para esta etapa:

Faça uma avaliação de hábitos 

A avaliação de hábitos é um método fácil para entender o que realmente está acontecendo em sua rotina. Ao anotar o seu passo a passo, fica mais simples identificar o que você quer mudar ou manter em suas práticas regulares.

Pegue um papel e escreva todas suas ações, comece por acordar, pegar o celular, checar as mensagens, arrumar a cama, escovar os dentes…. 

Após concluir esta lista, avalie cada comportamento como positivo, neutro ou negativo. Se tiver alguma dificuldade em analisar um hábito, faça a seguinte pergunta: ‘Esta ação ajuda a me tornar a pessoa que desejo ser?’, desta forma, fica mais visível quais são seus objetivos. 

Monte um diário de hábitos

A sensação de progresso é um dos melhores sentimentos que temos para nos motivar, por isso, o diário de hábitos é uma ferramenta muito eficaz. 

Para começar, basta criar uma tabela em seu caderno, agenda ou até mesmo em um calendário com as atividades que você precisa fazer para atingir seu objetivo. 

No caso de melhorar a alimentação, você pode listar quantos dias da semana comeu legumes e verduras ou até mesmo o número de vezes que foi a um fast food. Marque com caneta, faça um X… O importante é deixar bem visível. 

O segredo aqui é não parar e seguir praticando o novo hábito até que ele se integre facilmente à sua rotina. 

Listamos algumas ideias do que você pode colocar no seu diário:

  • Hora de dormir
  • Quantos copos de água tomou
  • Quantos dias foi para academia
  • Quantas páginas do livro você leu

Para te ajudar, montamos um diário de hábitos bem prático, só baixar, imprimir e anotar o seu passo a passo. Acesse o documento aqui http://bit.ly/DiarioHabitos 

Trace objetivos alcançáveis 

Não adianta colocar como meta correr três horas por dia se você nunca treinou. Em pouco tempo perderá toda a motivação. O ideal é estabelecer alvos atingíveis e possíveis de serem concluídos. No caso da corrida, caso queira criar esse hábito, vá aos poucos para encontrar seu ritmo e evoluir com o tempo. Não dificulte a tarefa!

Livros sobre o tema

A leitura pode te ajudar a entender melhor o tema, além de ser um hábito saudável, já que  estimula nossa saúde mental e desenvolve a imaginação e aprendizagem. 

  • Hábitos atômicos

O livro considerado best-seller pelo jornal americano The New York Times, “Hábitos Atômicos” mostra técnicas práticas para criar bons hábitos e abandonar os maus. James Clear, autor da obra, apresenta suas vivências e experiências que mudaram a sua vida e ensina como aplicá-las de forma simples.

  • O poder do hábito: Por que fazemos o que fazemos na vida e nos negócios

Em “O poder do hábito”, o jornalista Charles Duhigg explica como funciona um hábito e dá dicas de como transformá-los com base em pesquisas e resultados. 

 

Fontes:

CLEAR, James. Hábitos atômicos. Leya, 2019

DUHIGG, Charle. O poder do hábito: Por que fazemos o que fazemos na vida e nos negócios. Objetiva, 2012.

Related posts

Deixe um comentário